Assine agora| Versão impressa
Publicado em 16/02/2018 às 12:20h - Atualizado em 16/02/2018 às 12:20h Por: Talita

Brasileira vira destaque internacional com projeto que substitui animais por pele 3D em testes


Site

Da Redação

Além de todos os argumentos científicos para não usar animais em testes cosméticos, para mim, é impossível conceber que criaturas tão cheias de amor, de inocência e de confiança sejam usadas pra tais fins", acredita a curitibana Carolina Motter Catarino, de 28 anos.

Doutoranda no Instituto Politécnico Rensselaer, em Troy, no estado de Nova York, ela trabalha no desenvolvimento de modelos de pele humana usando a tecnologia de impressão 3D.

A pesquisa - uma das pioneiras na área - é uma chance de dar fim ao uso de animais em testes de laboratórios.

Em novembro do ano passado, o projeto de Carolina virou destaque internacional. Ela venceu o prêmio Jovem Pesquisador, na categoria Américas, concedido pela Lush - fabricante e revendedora de cosméticos artesanais.

Essa foi a maior premiação que Carolina já recebeu, mas não foi a única. Leia mais

Fonte: G1






Ver em PDF


Endereço
Rua Martin Afonso, 1587
Jd. Novo Horizonte - Sede Própria
WhatsApp
(44)99115.2018

E-mail
joelcardoso@globo.com

Telefone
(44) 3026-8585
Você concorda com uma nova licitação do parque de exposições?




Copyright© - Portal Glup
Central de Atendimento | Anuncie no Glup
JC Mantovan