Assine agora| Versão impressa
Publicado em 26/04/2018 às 00:00h - Atualizado em 25/04/2018 às 22:50h Por: Editores

Ousei, escrevi, classifiquei. Sexta-feira, 27, Caderno D em O Diário


Site

 

*Joel Cardoso

 

Quando li o livro  O Xangô de Baker Stret, de Jô Soares, que teve como cenário nosso Brasil brasileiro sendo visitado pelo Sherlock Holmes fico indignado com o esquecimento de Lima Barreto (meu patrono, cadeira 25 na Academia de Letras de Maringá).


Cronista ácido da vida social na Primeira República, escritor carioca que foi isolado dos  meios literários de seu tempo surge em minha mem[oria a cartilha pura e poética do poeta maringaense A.A. de Assis com o livreto “O Quebra Molas do Casamento” lançado na década de 70. Nesta rápida incursão no tempo e no espaço, cheguei a conclusão que também posso ousar.

E aberto a discussão, críticas, comentários e tudo mais. Por isso, por conta e risco próprios, resolvi classificar as obras citadas na última edição quando publiquei os livros mais lembrados de autores maringaenses e que fui praticamente “obrigado” a ler para ser mais fiel ao pensamento do autor. Longe de me considerar um crítico literário, os critérios de classificação são de minha inteira responsabilidade. Excepcionalmente sexta-feira, 27, capa do caderno D em O Diário.






Ver em PDF


Endereço
Rua Martin Afonso, 1587
Jd. Novo Horizonte - Sede Própria
WhatsApp
(44)99115.2018

E-mail
joelcardoso@globo.com

Telefone
(44) 3026-8585
Você concorda com uma nova licitação do parque de exposições?




Copyright© - Portal Glup
Central de Atendimento | Anuncie no Glup
JC Mantovan